Toes to Bar

a

Quando eu vi pela primeira vez o movimento de toes to bar, pareceu-me a coisa mais simples do mundo. Ao tentar fazer, porém, notei rapidamente qual era a dificuldade técnica (tinha que fazer uma repetição de cada vez e ficava pendurado a balançar de um lado para o outro) e física (depois de algumas reps os pés simplesmente não subiam).

Como sempre, o Crossfit deu-me uma lição de humildade. Continuo não sendo muito proficiente neste movimento, mas algumas técnicas ajudam a perceber como realizar o exercício com menos esforço, cumprindo sempre os pré-requisitos.

Perceber como encaixar o movimento, repetição após repetição , e ser activo na parte descendente são peças chave no desenvolvimento da técnica. Como falamos de treino e não de competição, a meu ver é muito mais importante perceber essas duas questões até encaixar bem o movimento do que se preocupar em bater com os pés na barra sem perceber a técnica. Procuramos evolução dia após dia. Depois de assimilar a técnica já não há desculpas para não fazer sempre com os pés a bater na barra.

Vejam com atenção as dicas e treinem muito. EMOMs são ideais para treinar os toes to bar. Insistam neles.

Bons treinos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *